PARCEIROS APOIADORES

Categorias protestam em Livramento e pedem mobilização política local e estadual

Policiais Militares iniciaram às 05h30, desta sexta-feira (29), o protesto denominado "Fecha Quartel" em Sant'Ana do Livramento.

A categoria reivindica salários em dia, já que o Governo do Estado vem atrasando os salários dos servidores públicos há 22 meses consecutivos. "Chegamos no limite de não ter mais condições de suportar o que esse governo vem fazendo", destacaram os representantes dos representantes ASSTBM e ABAMFº Livramento. Conforme os dirigentes, a inércia e ineficiência do Governo Estadual tiveram inicio numa demonstração de incoerência do próprio governador, quando este sancionou reajustes aprovados pela maioria dos Deputados que compõe as bancadas da Assembléia Legislativa, aumentando salários dos próprios Deputados, Governador, Vice Governador e Secretários Estaduais, justamente de quem está no topo da pirâmide, isto quando anunciava déficit financeiro e apresentava projetos com o propósito de sanear as finanças publicas que atingiram tão somente os funcionários do executivo, pontualmente, os trabalhadores da área de Segurança Pública, conseqüentemente, precarizando a prestação de serviço a sociedade gaúcha.

Sartôrmetro Diante da total insensibilidade do Governador e também dos Deputados que compõe a base governista, a Regional da ASSTBM Livramento encontrou como forma de, também, demonstrar seu descontentamento e repudio as medidas que visam tão somente atingir os servidores vinculados ao executivo, decidiu lançar o Sartôrometro, que fará a contagem regressiva para a saída de um governo que ainda não disse ao que veio.

Estradas Rurais Em frente do prédio da Prefeitura Municipal, se formou também nas primeiras horas da manhã uma manifestação com integrantes do MST, Cooperforte e assentados, reivindicando melhores condições nas estradas rurais do município, no sentido de garantir o escoamento da produção e para dar maior segurança ao transporte escolar. (foto: reprodução Sentinela 24H)

O transporte escolar e os caminhos da produção do leite não podem mais esperar, destaca Leandro Ferreira. Assentados e MST querem cronograma de recuperação das estradas, por parte do executivo, destacou a categoria em rede social.

O prefeito municipal prometeu de forma emergencial tomar uma providência para resolver os casos mais urgentes.

Polícia Civil Outra categoria que também resolveu voltar a paralisar suas atividades em protesto com os atrasos sucessivos dos seus vencimentos, foi dos Policiais Civis. Mobilizações foram montadas em frente às delegacias.

A Polícia Civil, em conjunto com as outras categorias do serviço público, realizaram um Dia Estadual de Mobilização contra o parcelamento de salários. A Polícia Civil e a SUSEPE concentraram forças em frente à Secretaria de Segurança Pública em Porto Alegre. No local houve um Ato Público em protesto contra a falta de política para a área da segurança pública e, particularmente, a superlotação das carceragens das delegacias e a crise no sistema prisional gaúcho.

Professores

A representantes do Sindicato dos Professores - Núcleo de Sant'Ana do Livramento, ficaram toda a semana mobilizados na Praça General Osório. Em greve a categoria chamou o local de Acampamento da Resistência. Nesta sexta-feira também houve concentração do CPERS em Porto Alegre.

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now