PARCEIROS APOIADORES

Líder da bancada do PT na Câmara promete levar caso da ciclovia ao MPF


O vereador Dagberto Reis, líder da bancada do PT, na Câmara de Vereadores de Sant'Ana do Livramento, convocou uma reunião para esta sexta-feira (09), com o objetivo de levar o caso da retirada a ciclovia junto a Linha Divisória ao Ministério Público Federal-MPF. Segundo Dagberto, o ocorrido trata-se de destruição de patrimônio público e é totalmente ilegal, ao contrário do que disse o secretário de Trânsito, Transportes e Mobilidade Urbana, Ricardo Dutra, em matéria anterior (Leia: https://goo.gl/Z7dxia). "O governo Ico não está para construir e sim para destruir. Acabaram com a ciclovia da Avenida João Pessoa , cujo asfalto foi feito com emenda da ex-deputada Emília Fernandes. Ajudei na articulação deste recurso, quando coordenei o mandato da deputada na região em 2010, e sei que a ciclovia era uma exigência do Ministério das Cidades para viabilizar a obra. A retirada da ciclovia é ilegal e vamos recorrer ao Ministério Público Federal.Nossa bancada na Câmara de Vereadores já está tomando as devidas providências. Isto é crime contra o patrimônio público", destacou o vereador em rede social.

Retrocesso

O vereador Itacir Soares, também do PT, destacou a Emenda Parlamentar Federal da ex-Deputada Emília Fernandes, acabou de ser jogada no lixo. "A Prefeitura Municipal acabou de desmanchar a ÚNICA CICLOVIA da cidade. Vejo pessoas indo/vindo pro trabalho na ciclovia, pedestres caminhando no final/início do dia; só em Livramento existem vários grupos de ciclismo, grupos no whats que organizam passeios; o esporte está aumentando em nossa cidade. O governo deveria aumentar a ciclovia, tentar se igualar a tendência mundial que é melhorar a mobilidade urbana. Estamos fazendo ao contrário das grandes cidades que a cada dia aumentam e incentivam a qualidade de vida. Em Livramento está ocorrendo o verdadeiro retrocesso".

Terminando com uma obra

Outro a se manifestar em rede pública foi o vereador do PSDB, Maurício Galo Del Fabro. Ele postou que terminaram com um obra de Livramento. "A ciclovia da Tamandaré está sendo retirada, isso significa o retrocesso de uma cidade moderna que tanto queremos, até porque, hoje temos inúmeros ciclistas em nossa cidade que utilizam o local, para trabalhar ou para o seu lazer. Por isso, não consigo entender da retirada da demarcação, sendo que devemos manter as construções já existentes e úteis. Devemos lutar para realizara mais obras positivas, sabemos da imensa dificuldade de conseguir verba para construir, mas no mínimo teriam que questionar a comunidade sofre ess fato lamentável. Administração que não via ao encontro da opinião pública, significa gestão sem diálogo".