PARCEIROS APOIADORES

Hospital Regional de Santa Maria terá atendimento 100% SUS

"O Regional será referência para o Estado e terá atendimento 100% SUS", afirmou o secretário da Saúde, João Gabbardo dos Reis. O anúncio foi feito nesta sexta-feira (19) durante coletiva de imprensa no município de Santa Maria. Gabbardo falou da abertura do hospital por meio de um convênio de gestão compartilhada entre a Fundação Instituto de Cardiologia e o governo do Estado.

A instituição entrará em funcionamento com um grande ambulatório de várias especialidades para o atendimento de doenças crônicas, como hipertensão e diabetes. Estão previstas especialidades como buco-maxilar, cardiologia, cirurgia geral, pediatria, cirurgia plástica, cirurgia vascular, endocrinologia, fisiatria, nefrologia, neurocirurgia, oftalmologia, otorrinolaringologia, pneumonologia e reumatologia. Também será especializado em reabilitação para pacientes que receberem o primeiro atendimento em hospitais da região. "Serão investidos de R$ 50 a R$ 60 milhões para aquisição, locação ou leasing de equipamentos, vamos buscar parte desses recursos junto ao Ministério da Saúde", disse o secretário.

Depois de firmado o convênio com a Fundação Instituto de Cardiologia, que está em fase de elaboração, será feita a contratação de profissionais e a aquisição dos equipamentos. "Esperamos que em pouco tempo possamos fazer o ambulatório funcionar", acrescentou Gabbardo. Para essa etapa de funcionamento do ambulatório serão contratados entre 200 e 300 funcionários.

Referência em saúde

Sobre a escolha do Instituto de Cardiologia, o secretário explicou que "passamos por negociações com sete instituições desde julho de 2017, quando o hospital Sírio Libanês entregou o plano operativo, até chegar ao (Instituto de) Cardiologia. Esta decisão de ser 100% SUS está estabelecida desde o início dos trâmites com a fundação".

A unidade vai ser referência para patologias crônicas, tendo todas as especialidades necessárias e mesmo que uma pessoa tenha convênio, será atendida pelo SUS. Como o Instituto de Cardiologia é filantrópico, todos os recursos financeiros devem, obrigatoriamente, ser investidos no próprio hospital.

A coletiva de imprensa foi realizada na sede da 4ª Coordenadoria Regional de Saúde (CRS). Estavam presentes o vice-prefeito de Santa Maria, Sérgio Cechin, e a secretária municipal da Saúde, Liliane Mello Duarte.

Texto: Ascom SES Edição: Gonçalo Valduga/Secom

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now