PARCEIROS APOIADORES

Tribunal de Justiça decide pela continuidade dos Serviços da Vaucher em Livramento

06/02/2018

A empresa de ônibus Vaucher informou em nota que, em decisão tomada pela Segunda Câmara Cível e assinada pela desembargadora Lúcia de Fátima Cerveira, relatora do processo, o Tribunal de Justiça do Estado do Rio Grande do Sul suspendeu o Decreto Municipal no 8.260/2018, que previa a cessação de contrato de prestação de serviços do Transporte Coletivo Urbano entre a Prefeitura de Sant'Ana do Livramento e a Vaucher Cia. Ltda. Para o Tribunal, o Decreto não respeitou um processo administrativo que atendesse aos princípios da legalidade, do contraditório e da ampla defesa.

Com isso, a empresa Vaucher informa que continuará atendendo as linhas do Transporte Coletivo Urbano que são de sua responsabilidade em Livramento, agora sob supervisão direta e cotidiana do presidente da empresa, Gilson Vaucher.

A partir de segunda-feira (05),  ampliará sua presença no cotidiano da operação na cidade e estará acompanhando os serviços em tempo integral.

Também permanecem abertos à população os principais canais de diálogo da empresa com os usuários. Por meio do Whatsapp, email, do portal, das redes sociais, a empresa está à disposição para debater as melhorias necessárias junto com os cidadãos que utilizam o serviços. “Acreditamos que qualquer mudança que se faça nesse serviço deve levar em conta a opinião de todos os envolvidos no sistema de transporte. Não só o usuário, mas as empresas que prestam serviço e o poder concedente. Principalmente, porque são vários os fatores e interesses que interferem na qualidade do serviço prestado. Sendo assim, precisamos, mais do que nunca conversar. E a Vaucher tem se prestado a abrir esse debate com o público. Queremos, com isso, incentivar a todos que participem da busca de melhorias”, convida Gilson Vaucher.

-O vínculo da Vaucher com a comunidade de Livramento também precisa ser respeitado e valorizado nesse momento. “Estamos aqui há quase 30 anos. Nesse tempo muita coisa mudou e mesmo nos momentos de enfraquecimento da economia e de dificuldades, não deixamos a comunidade na mão, estamos sempre buscando melhorar e sem onerar a tarifa de forma a manter a viabilidade do ir e vir para a população, especialmente a de baixa renda”, lembra o presidente da empresa. 

 

Leia a decisão:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Compartilhar
RT
Please reload

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

© Copyright 2016 Correspondente O Repórter. Desenvolvido por Gath Soluções em TI