PARCEIROS APOIADORES

Governo assina Decreto para a criação de unidade para combater a criminalidade organizada

A Delegacia Especializada em Furtos, Roubos, Entorpecentes e Capturas (Defrec) da Polícia Civil foi transformada em Delegacia de Polícia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco). Decreto nesse sentido foi assinado pelo governador José Ivo Sartori e publicado na edição da última sexta-feira (14) do Diário Oficial de Estado. O processo de instalação da recém criada unidade será gradual, a médio e longo prazo, condicionado à prévia estruturação física do órgão e ao ingresso de novos servidores policiais civis.

As Draco vão reforçar a atuação do Departamento Estadual de Investigações Criminais, do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico e do Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos no Interior do Estado. “Elas serão braços operacionais. É uma evolução necessária e institucional para dar uma resposta cada vez mais efetiva no combate à criminalidade organizada e ao avanço das facções no Interior do RS”, destacou o Chefe de Polícia Civil, delegado Emerson Wendt.

Cada Draco terá uma secretaria, cartório, serviço de investigações, setor de inteligência e análise de interceptações de sinais, núcleo de investigação e repressão ao crime de lavagem de dinheiro e plantão. O processo de implantação prevê um total 32 unidades localizadas em Canoas, São Leopoldo, Santa Maria, Uruguaiana, Cruz Alta, Passo Fundo, Rio Grande, Caxias do Sul, Bagé, Erechim, Santa Cruz do Sul, Pelotas, Sant'Ana do Livramento, Santo Ângelo, Palmeira das Missões, Lagoa Vermelha, São Jerônimo, Lajeado, Santiago, Três Passos, Soledade, Vacaria, São Luiz Gonzaga, Carazinho, Camaquã, Santa Rosa, Cachoeira do Sul, Osório, Ijuí, Gravataí, Montenegro e Gramado. Muitas substituem as Defrec, algumas serão criadas e muitas são originárias das antigas delegacias de trânsito e distritais.

O Chefe de Polícia Civil, delegado Emerson Wendt, anunciou ainda a estruturação de dois novos órgãos da corporação que foram regulamentados dentro do novo regimento interno da instituição, também publicado no Diário Oficial do Estado. Trata-se do Departamento Estadual de Proteção a Grupos Vulneráveis, que terá divisões voltadas ao atendimento à mulher, criança, adolescente e idoso, e da Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), que contará por exemplo com a Divisão de Operações Aéreas e o Grupamento de Operações Especiais. Houve ainda a extinção da Divisão Judiciária e de Operações, sendo criada em seu lugar a Coordenadoria das Delegacias de Polícia de Pronto Atendimento (DPPAs), vinculada à Delegacia de Polícia Regional de Porto Alegre.

Fonte: Correio do Povo

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now