PARCEIROS APOIADORES

Ministério Público cumpre medida cautelar de afastamento do Prefeito de Bagé/RS por 180 dias

26/09/2019

Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Procuradoria de Prefeitos, em conjunto com o Gaeco, cumpriu, nesta quarta-feira, 25, medida cautelar de afastamento, pelo prazo mínimo de 180 dias, de Divaldo Vieira Lara do exercício da função de prefeito municipal de Bagé, no processo cautelar de nº 70082704768.

A decisão do desembargador relator da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio Grande Sul atende a pedido do Ministério Público e, além do afastamento do prefeito, mantém as medidas de afastamento dos ex-secretários Municipais de Finanças, José Otávio Ferrer Gonçalves, e do Meio Ambiente, Aroldo Quintana Garcia.

Em conjunto com o pedido cautelar, o Ministério Público ofereceu duas denúncias criminais envolvendo a prática de crimes licitatórios, crimes de responsabilidade, crimes de desvio de verbas públicas e organização criminosa.

 

Também foram denunciados a ex-diretora-geral da Câmara de Vereadores de Bagé, Carla Almeida Caetano Gonçalves, o empresário Ronaldo Burns Costa e Silva, a empresária Paula Lopes Groeger, o ex-diretor do Departamento de Águas e Esgotos de Bagé, Volmir Oliveira Silveira, o ex-secretário da Fazenda, Aurelino Brites Rocha, o servidor público municipal Giovani Soares de Morales, o funcionário público Glademir Silva Leal, o atual secretário Municipal do Meio Ambiente, Nael Abd Ali, o empresário Rogério dos Anjos Meirelles e o empresário Cassius Fagundes Reginatto.

 

Fonte: MP/RS

Compartilhar
RT
Please reload

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

© Copyright 2016 Correspondente O Repórter. Desenvolvido por Gath Soluções em TI