PARCEIROS APOIADORES

Governo Federal lança o projeto Libras Gov

27/09/2019

Em cerimônia no Palácio do Planalto, o Governo Federal lançou, nesta quinta-feira (26), o projeto “Libras Gov - Sinalizando em Língua Brasileira de Sinais” os espaços, contextos e expressões governamentais. O objetivo é possibilitar, via Língua Brasileira de Sinais (Libras), o acesso de cidadãos surdos brasileiros, profissionais intérpretes de Libras, comunidade surda, entre outros, a termos específicos do Governo Federal e a informações relacionadas ao campo dos três poderes que compõem a República Brasileira.

“Nesse projeto, todos terão acesso aos sinais criados por surdos que trabalham no governo e toda a sua equipe. Os surdos têm direito a adentrar às várias áreas do conhecimento. Sim, eles têm esse direito”, afirmou a primeira-dama, Michelle Bolsonaro.

O projeto está dividido em etapas. Na primeira delas, estão sendo divulgados vídeos apresentando os sinais que identificam as pessoas e funções do presidente da República, do vice-presidente da República, da primeira-dama, da segunda-dama, de ministros de Estado e do porta-voz. Os vídeos estarão disponíveis no portal e YouTube do Planalto, além das redes sociais do Governo Federal.

A iniciativa é da Presidência da República, em parceria com o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos e do Ministério da Educação. Segundo a diretora de Políticas de Educação Bilíngue para Surdos do Ministério da Educação, Karin Strobel, a ação vai contribuir para a comunidade e acessibilidade na educação de surdos. “É importante que conheçam sinais dos presidentes e dos ministros. Até então não existiam sinais desses representantes”, explicou.

A ministra da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, disse que o projeto marca a data de hoje, que é Dia Nacional dos Surdos. “Além da homenagem, integrar para a comunidade surda um instrumento poderosíssimo, um instrumento que veio para padronizar a língua de sinais dentro do serviço público federal. É um governo que tem demonstrado com as suas entregas e com ações como esta, com essa celebração hoje, que nessa nação ninguém ficará para trás”.

O projeto vai aumentar o acesso de cidadãos surdos brasileiros, profissionais intérpretes de Libras e de toda comunidade surda. “Existia um grupo de pessoas surdas que queriam participar da discussão política, acompanhar, tinham interesse nos jornais, mas o governo federal não proporcionalizava acessibilidade”, afirmou a secretária Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Priscilla Gaspar.

O primeiro passo foi criar sinais para designar questões específicas, mas ainda é necessário registrá-los. “Agora, com a criação do Libras Gov, vai ser o início dos registros para que todas as pessoas do Brasil usem o mesmo sinal”, explicou a secretária.

Pouca gente sabe, mas o Brasil possui duas línguas oficiais: português e Libras. De acordo com dados de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), existem no país cerca de 10 milhões de pessoas surdas, o equivalente a 5% da população brasileira.

O Dia Nacional dos Surdos comemora a criação da primeira Escola de Surdos do Brasil, o Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines), em 1857, no Rio de Janeiro. Setembro também é considerado o mês dos surdos, recebendo a denominação Setembro Azul. Para fazer referência a essa simbologia, o Palácio do Planalto, sede do Poder Executivo, foi iluminado com a cor azul nesta quinta-feira, (26).

 

 

Compartilhar
RT
Please reload

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

© Copyright 2016 Correspondente O Repórter. Desenvolvido por Gath Soluções em TI