PARCEIROS APOIADORES

Vereador de Porto Alegre é preso durante operação de combate a corrupção

01/10/2019

A Polícia Civil, por meio da Divisão Estadual de Combate à Corrupção e de sua 1ª Delegacia de Polícia de Combate à Corrupção (1ª Decor), deflagrou na manhã desta terça-feira (01), a Operação Argentários, com o objetivo de reprimir a prática, em tese, de crimes contra a administração pública, sobretudo concussão, que é a exigência de vantagem indevida em razão do cargo público titulado, e de associação criminosa, no âmbito da Câmara Municipal de Porto Alegre.

Três pessoas foram presas, incluindo um vereador. Duas armas foram apreendidas, além de vasta documentação que será analisada para fins investigatórios. Aproximadamente 65 policiais civis cumpriram dez mandados de busca e apreensão e três mandados de prisões temporárias, todos na Capital.

Segundo o delegado Max Otto Ritter, a investigação teve início em agosto de 2019, a partir de denúncias formalizadas junto à referida Delegacia Especializada, dando conta de que servidores públicos municipais lotados no gabinete do vereador estariam sendo obrigados a contrair empréstimos junto a uma instituição financeira, com o intuito de saldar dívidas pessoais alegadamente contraídas pelo agente político. Salienta-se que foram noticiados casos que apontam para valores tomados por servidores do gabinete em montante que superaria a cifra de 300 mil reais.

“Com efeito, desde o início deste ano já havia aportado neste Órgão Policial documentação proveniente do Executivo Municipal, indicativa de irregularidades decorrentes dos empréstimos concedidos pela mesma instituição financeira aos municipários, razão pela qual o Sr. Prefeito dava ciência dos fatos à autoridade policial para a adoção de providências legais”, explica o delegado.

Ainda, a partir do compartilhamento judicial de provas deferido no âmbito de outro procedimento policial igualmente em curso na 1ª Decor, foi possível identificar a existência de suposto esquema, além de prováveis autores e partícipes e o modo de agir dos respectivos alvos.

As ações cumpridas nesta data têm como objetivo de apreender outros documentos imprescindíveis para as investigações, que buscam robustecer os elementos até aqui obtidos, a fim de se comprovar o conluio e a medida da culpabilidade dos envolvidos.

 

Disque-Denúncia 0800 510 2828

WhatsApp e Telegram (51) 98418.7814

 

 

Nota do gabinete do vereador

"O vereador André Carús (MDB), através do seu advogado de defesa, reafirma à sociedade e à imprensa sua inocência acerca dos fatos investigados e divulgados nesta terça-feira (1). Carús garantiu que irá colaborar com as investigações e tem total interesse em esclarecer todos os fatos à polícia e à sociedade. Todas as acusações serão contestadas uma a uma".

 

 

 

 

Compartilhar
RT
Please reload

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

© Copyright 2016 Correspondente O Repórter. Desenvolvido por Gath Soluções em TI