PARCEIROS APOIADORES

Novo decreto autoriza vendas via internet ou por telefone para entrega ao cliente em Livramento

A prefeita Mari Machado anunciou na manhã desta quinta-feira (2), durante entrevista coletiva, o Decreto que reitera as medidas de enfrentamento ao coronavírus (COVID-19), no Município. Válido por 15 dias, o novo decreto apresenta algumas mudanças em relação aos anteriores, centraliza as normas e tem como base o decreto do Governo Estadual – publicado na quarta-feira (1º de abril).

Acompanhada do secretário de Saúde, Sergio Aragon; da procuradora e secretária de Assistência e Inclusão Social, Carla Saraiva; do coordenador da Defesa Civil, Miguel Pereira e do diretor técnico da Santa Casa, Dr. Juan Marcos, a Prefeita frisou que as alterações foram realizadas com base nas conversas com os setores e na avaliação das medidas dos últimos dias.

Entre as proibições, a Prefeita anunciou que o comércio deve permanecer com as portas fechadas, mas que pode comercializar produtos via internet ou telefone, realizando entregas por delivery/motoboy. “A abertura do comércio irá estimular a circulação de pessoas, que é justamente o que não é recomendado”, explicou Mari, alertando para que se evite aglomerações.

Considerado serviço essencial, os estabelecimentos que comercializam alimentos – como supermercados e pequenos estabelecimentos – devem funcionar com horário máximo até às 23h. Já as lojas de conveniência de postos de combustíveis funcionarão das 7h às 19h. Enquanto isso, salões de beleza e barbearias poderão atender individualmente, mediante agendamento e com 30% do efetivo de funcionários. Outra medida atingiu o setor hoteleiro, que poderá hospedar até 40% de sua capacidade – aumentando o limite estabelecido no decreto anterior.

Correspondentes bancários e lotéricas continuarão em funcionamento, somado também aos bancos, que deverão destinar um horário exclusivo de atendimento para os grupos de risco. Além disso, as filas e o distanciamento seguro devem ser organizados pelos estabelecimentos, garantindo que não haja aglomerações.

Mari ainda salientou a importância dos estabelecimentos manterem a segurança de seus funcionários, com o fornecimento de equipamentos de proteção, independente de oferecer atendimento externo ou apenas entregas. A Prefeita também observou a importância de manter o rodízio semanal de funcionários e das medidas de higienização.

Outra mudança é a suspensão das atividades de mototáxis – que havia sido liberado no último decreto. De acordo com a Prefeita, as medidas de segurança não foram cumpridas em sua totalidade. Com isso, os mototáxis estão autorizados a atuarem como motoboys – realizando a entrega de mercadorias e compras em geral. “Inclusive estamos incentivando as empresas a contratar estes profissionais”, comentou Mari.

Seguindo o Decreto Estadual, Mari ressaltou que as aulas na Rede Municipal de Educação estão suspensas até o dia 30 de abril. A Prefeita ainda anunciou que as provas de vida no Sistema de Previdência Municipal (SISPREM) estão suspensas por tempo indeterminado. Mari ainda anunciou que a partir do próximo dia 10, estará suspensa a gratuidade para idosos no transporte coletivo.

Com cinco casos confirmados, entre eles duas pessoas recuperadas, o Município está organizando ações pensando no pico de casos. Durante a entrevista, a Prefeita anunciou a organização de uma enfermaria de campanha no Ginásio Irajá, montado pelo Exército. Mari ainda relatou que o Município está organizando a compra de testes, para que a identificação de casos aconteça de forma mais ágil.

A Prefeita ainda agradeceu o apoio de voluntários da comunidade, que tem realizado doações de alimentos e auxiliado na estruturação do hospital, bem como o empenho dos profissionais da saúde e dos servidores envolvidos na fiscalização e ações de desinfecção realizadas no Município.

A entrevista ainda contou com o relato do Dr. Juan Marcos, que destacou a importância das medidas estabelecidas no decreto e da necessidade de controlar o número de casos. O secretário de saúde, Sergio Aragon, ainda ressaltou que as pessoas que apresentem sintomas entrem em contato com a Vigilância Epidemiológica pelos telefones (55) 99655-3160, (55) 99984-6281 ou (55) 99615-6275.

Confira o decreto na íntegra.

Jorge Flores Paines 
Jornalista DRT-15097

Radialista DRT-5765

Quer Anunciar?

WhatsApp(55)98415-2150

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now